A Associação dos Procuradores do Estado de Alagoas (APE-AL) já está pronta para voltar com suas atividades presenciais e aguarda apenas o retorno seguro das atividades na Procuradoria Geral do Estado. Devido a pandemia do COVID-19 os órgãos do governo do Estado tiveram que adotar o regime de teletrabalho nos últimos meses, e consequentemente, a instituição acompanhou a decisão.

Desde março, as ações da APE-AL vêm sendo realizadas à distância, isso incluiu, pela primeira vez em sua história, a eleição para novo presidente da instituição, posse dos novos membros da diretoria e reuniões ordinárias.
“Com o retorno gradativo das atividades em todo o Estado, a APE-AL anuncia que irá retornar suas atividades presenciais na sua sede de forma gradual e segura”, destacou o presidente da entidade, Marcos Savall.

Ele explica que a retomada será efetuada em etapas, adotando todos protocolos de saúde e higiene indicados pelas autoridades sanitárias, a fim de propiciar segurança aos associados e funcionários. Os horários de funcionamento também serão inicialmente readaptados, acontecendo de segunda a quinta-feira, das 13h às 18h, e sexta-feira, das 8h às 13h. Para os atendimentos presenciais que forem necessários, os associados poderão agendar previamente. Os atendimentos a distância continuarão funcionando normalmente, pelo número (82) 3221-7293 ou 3221-0216 e pelo e-mail contato@ape-al.org.br.

Savall destaca ainda que todos os cuidados serão adotados para garantir a saúde e segurança dos associados e que todas limitações iniciais serão gradualmente reduzidas até o momento de plena atividade associativa. No momento do atendimento presencial, haverá a verificação de temperatura corporal, mediante termômetro, e os funcionários da APE/AL deverão usar “faceshield”. “Dentro da nossa Associação, foram instaladas divisórias de acrílico nas mesas de atendimento, disponibilizados dispenser de alcool em gel 70% e tapete sanitizante. O uso da das máscaras é obrigatório por todos”, alertou.

Para o momento, o salão de festas se manterá fechado, sem possibilidade de realização de eventos ou consumo de alimentos e bebidas no local, a sala de convivência também terá, inicialmente, limites de utilização. “As medidas são pautadas nos protocolos de prevenção de transmissão do Covid-19 no ambiente de trabalho, e visam a segurança e proteção de nossos associados e funcionários”, reforçou o presidente da APE-AL