APE participa de mobilização em defesa da categoria

Procuradores conversaram com deputados sobre a Comissão Extrateto

Por Em Contexto Comunicação
Benedito de Lira, Flávio Gomes de Barros

O presidente da Associação dos Procuradores do Estado de Alagoas (APE/AL), Flávio Gomes de Barros, esteve em Brasília nesta quarta-feira (30), após convocação da Anape, com o intuito de participar de discussões estratégicas de interesse da carreira. Durante todo o dia, representantes das entidades de classe de diversas regiões do país reuniram-se com parlamentares na Câmara dos Deputados, esclarecendo pontos importantes relacionados à Comissão Especial do Extrateto, que regulamenta o limite remuneratório dos servidores públicos.

Segundo Flávio Gomes de Barros, as proposições legislativas em discussão pelos advogados públicos defendem a manutenção dos honorários de sucumbência, tendo em vista que se trata de verba privada, não interferindo em absoluto no orçamento público.

Na reunião com o deputado Renzo Braz, de Minas Gerais, a categoria teve excelente recepção, intermediada pelo 2º vice-presidente da Anape, Carlos Alberto Rohrmann. “Ele entendeu bem os argumentos e analisará os pontos apresentados”, contou o presidente da APE.

Com o deputado Efraim Filho, líder do DEM, a conversa foi considerada boa e franca pelos procuradores. Na ocasião, quando mencionado o nome da presidente da Associação dos Procuradores do Estado da Paraíba (Aspas), Sanny Japiassú, o parlamentar destacou que as portas estarão sempre abertas.

Gabriel Guimarães e Reginaldo Lopes, ambos deputados pelo PT/MG, este sendo membro da Comissão Extrateto, também receberam a Anape de maneira solícita, mostrando-se sensibilizados com o pleito. Assim como aconteceu com a Liderança do PT na Câmara e com os demais deputados do PT na Comissão.

Associado à APE, o senador Benedito de Lira (PP), colega inativo e pai do deputado Arthur Lira, líder do PP, firmou o compromisso de explicar aos correligionários da legenda a posição da categoria.

Por fim, os procuradores foram recebidos pela deputada Tereza Cristina (PSB/MS), líder do PSB, que igualmente mostrou-se solícita à questão dos honorários dos advogados públicos.